• Centro de Preservação da Memória

Notícias do Memorial

10/07/2020

Memorial do Ministério Público é o vídeo de destaque desta sexta-feira no canal do MEMOJUS

O Memorial do Ministério Público do Paraná ganha destaque no canal da Rede MEMOJUS BRASIL (Memória da Justiça Brasileira), nesta sexta-feira (10), na semana de abertura da segunda temporada da série CONHECENDO O MEMOJUS em exibição no canal da rede no YouTube.

No vídeo, Alexandre Augusto Galvão da Silva, coordenador executivo do Memorial, faz uma breve apresentação sobre sua carreira, as iniciativas da área da memória do MPPR e fala sobre a vivência de compartilhamento de experiências e iniciativas na rede MEMOJUS, de que faz parte. Galvão apresenta o REConto, o programa de história oral do MPPR, as pesquisas e artigos publicados no site e na Revista Jurídica do Ministério Público do Paraná e ressalta a importância da Carta de Curitiba para a instituição.

Na primeira temporada da série, participaram 25 membros da rede, representando os Tribunais de Justiça do Acre, Amazonas, Alagoas, Pará, Pernambuco, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo. Também participaram membros da rede dos Tribunais Regionais Eleitorais do Espírito Santo, Rio Grande Norte e São Paulo, dos Tribunais Regionais do Trabalho da 4ª Região (Rio Grande do Sul), 14ª Região (Rondônia/Acre) e 16ª Região (Maranhão), da Justiça Federal do Rio Grande do Sul, do Centro Cultural Justiça Federal vinculado ao TRF da 2ª Região, do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

A segunda temporada foi aberta com o vídeo do Ministro Péricles Aurélio Lima de Queiroz, do Superior Tribunal Militar (STM) no último dia 6 de julho (segunda) e nela também se apresentarão o Desembargador Marcos Henrique Caldeira Brant, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o Desembargador Jones Figueirêdo Alves, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Neide De Sordi, Diretora do Arquivo Nacional e do Conselho Nacional de Arquivos (Conarq) e outros profissionais atuantes na área da memória.

Segundo Marcília Gama, Professora de História da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), “esse jorro de experiências compartilhadas é na verdade a manifestação viva de tantos trabalhos executados e que antes ficavam restritos ao nosso ambiente fechado, talvez sem a visibilidade devida e jamais antes divulgados para todo o Brasil, por meio de um canal aberto. São especialistas que pensam, atuam e trabalham em diferentes instâncias em prol da Memória. O MEMOJUS é motivo de louvor por possibilitar isso.”

Com a edição da Resolução 316/2020, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que estabeleceu o dia 10 de maio como Dia da Memória do Poder Judiciário, a questão começou a ganhar maior atenção nos Tribunais do país. Na rede MEMOJUS, foi inicialmente apresentada a proposta de instituição do Dia da Memória do Poder Judiciário pelo juiz de direito Carlos Alexandre Böttcher do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, onde foi discutida e votada antes de ser encaminhada ao Comitê do Proname do CNJ, de que faz parte.

Com a recente aprovação de outra Resolução pelo CNJ, no último dia 23 de junho, que define novas diretrizes para a gestão documental e da memória do Poder Judiciário em todos os tribunais do país, espera-se maior valorização da área.

A nova Resolução substitui a Recomendação CNJ 37/2011, cujo foco principal era a gestão documental e não tinha caráter obrigatório pela sua natureza. Com a nova Resolução, que é vinculante, a gestão da memória do Poder Judiciário é disciplinada pela primeira vez, trazendo princípios, diretrizes e determinações a todos os órgãos do Poder Judiciário.

O MEMOJUS BRASIL é uma rede articulada em prol da Memória do Poder Judiciário, integrada por profissionais das áreas de Arquivo, Bibliotecas, Centros Culturais, Memoriais e Museus de todos os segmentos da Justiça Brasileira e de instituições parceiras como Ministério Público e Universidades. Atualmente, mais de 160 profissionais integram a Rede, que teve início em setembro de 2019 por iniciativa do magistrado mencionado do TJSP.

Os vídeos estão disponíveis no canal MEMOJUS BRASIL

Confira a apresentação de Alexandre Galvão no 30º vídeo da série.

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem